O apostolado de Santa Teresinha. Como foi?!

Falar de Santa Teresinha é falar sobre simplicidade e profundidade ao mesmo tempo. O que chama atenção aos autores teresianos, é sua maturidade humana e espiritual, comparada às crianças e adolescentes de sua idade. O sentido da sua vida consiste em amar Jesus, desde a tenra infância e cumprir sempre Sua Vontade.

Pequenas atitudes feitas com amor como pegar uma agulha no chão, ajudar uma irmã idosa a se locomover, varrer a capela, até atitudes honrosas como não desculpar-se por algum erro que não cometeu, silenciar diante de repreensões ou simplesmente escolher estar perto das irmãs mais solitárias na hora do recreio, sorrir e fazer favores às irmãs mais desagradáveis e antipáticas fazem parte do cotidiano da Santa.

A dimensão apostólica alarga-se quando afirma ter em seu coração “desejos imensos”, querendo ser mártir, apóstola, missionária, sacerdote, oferecendo cada batida do seu coração e afazeres, em favor da conversão dos pecadores e da salvação das almas. Percebe então que a única maneira de viver seus anseios é oferecendo-se como holocausto de amor.  Sua ousadia e coragem leva-a a trilhar os mesmos caminhos de calvário e sofrimento que Jesus viveu, para assemelhar-se em tudo com Ele.

Outra característica de seu apostolado é a inabalável confiança e abandono que tem em Jesus, afirmando que mesmo que viesse a cometer os maiores pecados possíveis, ainda assim, confiava e se lançava nos braços do Pai, pois sabia que o Coração de Jesus é um ardente braseiro de amor e misericórdia e não negaria um abraço de um filho arrependido.

Santa Teresinha morreu aos 24 anos de tuberculose. Às vezes, quando tossia repetidas vezes, de seu peito saia ruídos roucos e brincava que o barulho assemelhava-se a uma locomotiva velha, arrastando-se. Assim, trazia alegria e bom humor mesmo em meio a lágrimas. Poucos dias antes de morrer, pronunciou essas frases: “quero passar meu céu fazendo o bem sobre a terra” e ainda “agora vai começar minha missão…a missão de fazer o bom Deus amado como eu O amo!”.

Referência bibliográfica: LIMA, Héber Salvador de. A Porta Estreita de Santa Teresinha. 1. ed. São Paulo, Brasil: Loyola, 2001. 171 p.

Por: Waleska Bezerra – Consagrada RV

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
Email

Leia também:

Rezemos uns pelos outros

“A intercessão é uma oração de petição que nos conforma de perto com a oração de Jesus. É Ele o único intercessor junto do Pai em favor de todos os homens, em particular dos pecadores. Ele ‘pode salvar de maneira definitiva aqueles que, por seu intermédio, se aproximam de Deus, uma vez que está sempre vivo, para interceder por eles.” (Catecismo da Igreja Católica, 2634)

Leia mais »

Deixe um comentário

Comunidade Recado

© 2021 comunidade católica recado. feito por fluxo soluções digitais.

plugins premium WordPress