Notícias - Igreja

Onde estão os cantos Marianos?

Onde estão os cantos Marianos?

Em resposta a um e-mail encaminhado por nosso internauta Wiliam, nos questionando sobre o assunto da matéria publicada em nosso site com o tema: “Onde estão os cantos Marianos” segue uma singela tentativa de responder “adequadamente” essa questão, e com imensa alegria pela preocupação reforçada dele.

Um dos argumentos utilizados na matéria do nosso site para justificar essa ausência é a falta de uma relação com a Santa mãe de Deus, já que o Catecismo da Igreja Católica diz que “o homem exprime também a verdade de sua relação com o Deus Criador pela beleza de suas obras artísticas” * Logo se hoje existe um déficit nas relações do homem com nossa Senhora consequentemente falta matéria prima para se exprimir artisticamente o valor e a grandeza que ela têm e é.

Nosso leitor Wiliam nos chamou a atenção a outros fatores que também podem e estão inseridos nessa temática como por exemplo, a pequena oferta e investimento no ensino e formação musical para os músicos e compositores católicos, em contra partida das outras denominações não católicas que investem pesado nessa área e assim acabam dominando a oferta do mercado  de professores e artistas profissionalmente capacitados para executar e compor música de boa qualidade de onde os músicos católicos tem bebido e se alimentado musicalmente e doutrinalmente, assim deixando de lado as riquezas que nossa igreja contem e as santas devoções que nos são próprias, a exemplo das Marianas.

Lembrando que segundo a Sacrosanctum Concilium documento da Igreja sobre a Sagrada Liturgia em seu Capítulo VI: A música Sacra número 115 diz que: Deve-se dar grande importância à formação e prática musical da música sacra dentro dos seminários, escolas católicas , casas de estudo de religiosos e para isso recomenda-se a fundação, segundo as circunstâncias, de Institutos superiores de música sacra, também os compositores e os cantores, principalmente as crianças, devem receber uma verdadeira educação litúrgica.

Nós Comunidade Recado temos um especial cuidado com a formação do artista católico e oferecemos a todos artistas interessados a EFAC (Escola de formação para o artista Católico) em resposta ao apelo e pedido da igreja e juntando uma das nossas missões específicas que é formar o artista Católico.

Ressalta também o crescente movimento da má utilização das músicas evangélicas nas celebrações eucarísticas (Missas) dizendo: “Não foram compostas pensando no rito litúrgico que deveriam acompanhar” e que muitas vezes a sua má utilização é incentivada pelos próprios sacerdotes nas grandes mídias em detrimento do nosso próprio tesouro musical e aqui percebemos a grande carência da nossa Igreja de formação e esclarecimento sobre o assunto a começar pelos responsáveis, que precisam conhecer e ser apresentados ao grande e riquíssimo tesouro que a Igreja possui que é a música sacra, o documento esclarece dizendo que: “Os textos destinados ao canto sacro devem estar de acordo com a doutrina católica e inspirar-se sobretudo na Sagrada Escritura e nas fontes litúrgicas”. (SC 121)**

Também ressalta que “A tradição musical da Igreja é um tesouro de inestimável valor, que excede todas as outras expressões de arte, sobretudo porque o canto sagrado, intimamente unido com o texto, constitui parte necessária ou integrante da Liturgia solene” e os artistas e compositores imbuídos de espírito Cristão são chamados a cultivar, preservar e aumentar esse patrimônio com a doutrina Católica. Esse é um tema cujo o conteúdo não se encerra nessas linhas pelo contrário queremos fomentar a reflexão e discussão o e aprofundamento dos argumentos baseados nas palavras da Igreja em seus documentos e em sua santa tradição, pois afinal temos um compromisso de oferecer um alimento sólido aos nossos leitores.

As devoções Marianas e suas composições são também um tesouro riquíssimo da nossa Igreja que a exemplo da música sacra também precisamos zelar, cuidar e divulgar para que não caiam no esquecimento. Amar a Maria mãe de Deus também está diretamente ligado a amar a Jesus seu filho, não tenhamos receio de sermos marianos, não conheço ninguém nesse mundo que não tenha uma mãe, padre Zezinho já bem canta que: “Não és Deusa, não és mais que Deus, mais depois de Jesus o Senhor nesse mundo ninguém foi maior”, então cantemos a nossa Senhora Rainha do Céu e da Terra e todos os seus títulos, cantemos nossa doutrina Católica e respeitemos a Santa liturgia.                                                                                       

Salve Maria!

Por Taciele Caetano Lucas, membro da Comunidade Recado

 

*Cat. da Igreja Católica, §2501.

**Constituição Conciliar Sacrosanctum Concilium: Sobre a Sagrada Liturgia
Disponível em: 

http://www.vatican.va/ archive/hist_councils/ii_ vatican_council/documents/vat- ii_const_19631204_ sacrosanctum-concilium_po.html – acesso em 14/03/2017