Um olhar amoroso sobre si mesmo

Um olhar amoroso sobre si mesmo

Esperanças costumam nascer das derrotas. É a resposta da vida quando o silêncio parece prevalecer sobre suas falas. Eu gosto de ouvir as vozes dos acontecimentos. O desafio é calar minhas perguntas desnecessárias. Enquanto pergunto eu perco o poder de ouvir. Minha voz e suas interrogações não me permitem perceber a resposta que está alojada no interior do acontecimento.

Perseguir o silêncio é o mesmo que perseguir a sabedoria. Os sábios falam menos e escutam mais. Eles não se apressam em dar nomes às realidades. Eles demoram os olhos na realidade e sabem apreciá-la sem pressa. Olhar devagar é um dom que desejo possuir. O olhar apressado é a matriz de todo preconceito. Acho que vi, mas não vi. E o pior, digo que vi, sem ter visto. Jesus só olhou o mundo sem pressa. E por isso Ele era capaz de ver o que ninguém via. Olhou Madalena e não viu a prostituta que todos viram. Viu a mulher, viu o ser humano que precisava ser resgatado dos olhares apressados que a condenavam.

Olhou Pedro e não viu somente o pescador. Viu o homem que poderia vir a ser. Viu a eloqüência das palavras aprisionadas em seu “não saber dizer”. Viu o profeta escondido detrás da timidez e do medo. Ultrapassou os excessos da vida errante e enxergou o santo que ali estava adormecido.

Eu não sei como anda o seu olhar sobre si mesmo. Não sou conhecedor da pressa ou da calma do seu olhar. Uma só coisa eu sei, e sobre isso quero lhe dizer. Há em você um universo de verdades a ser descoberto. Há uma humanidade linda que ainda precisa passar pelo processo do florescimento. Não sabe por onde começar? Eu lhe dou uma dica. Comece a prestar atenção no jeito com você se enxergar, no jeito como você se trata no jeito como você se interpreta. Não aloje em seu coração sentimentos que sejam contrários à sua felicidade. Não deixe demorar dentro de você o que na vida não valeu à pena. Expulse de sua mente tudo o que for contrário ao que Deus espera de você.

Cultive esta certeza: o olhar de Jesus já lhe atingiu! Ele confia profundamente em tudo o que você ainda pode ser. Não se prenda aos seus fracassos. Eles não são nada perto de tudo o que Deus preparou para o seu futuro. Derrotas podem ser fontes de esperanças...

Veja o avesso de suas inseguranças. Há uma coragem que você precisa enxergar. Ela é necessária como o pão de cada dia. Hoje é dia de olhares demorados... Veja em você o que Jesus já viu. Lance sobre você um olhar amoroso. É disso que você está necessitando.

Por Padre Fábio de Melo

CLIQUE AQUI para descobrir porque esse texto não foi feito só para você e como ele pode chegar à sua cidade INTEIRA!