Sofrimentos: matéria prima de uma arte ungida!

Sofrimentos: matéria prima de uma arte ungida!

Na última quinta-feira, dia 8 de abril, nós trouxemos a reflexão: "Unir nossos sofrimentos à Cruz de Jesus também é louvor!". Hoje daremos continuidade com mais uma reflexão do Luiz Carvalho, Fundador da Comunidade Recado no livro: "A Arte de Louvar", com o Tema: "Sofrimentos: matéria prima de uma arte ungida!" Acompanhe!

 

O que você tem feito nos momentos de provação e sofrimento que você passa diariamente? Qual o valor e o significado que você tem dado para os momentos de angústia que você sente? Qual é a sua cruz? O que você tem feito com ela? Eu quero fazer um convite a você, que é artista, que é músico, que é cantor, compositor, dança, ou faz teatro (falando mais especificadamente sobre música – que é a parte com a qual mais trabalho): quantas músicas lindas que foram fruto de um sofrimento não rejeitado, mas abraçado com fé? Quantas canções, por exemplo, que a gente vê, quantas canções que talvez você cante que são profundamente ungidas, que tem um poder profundo de nos levar a Deus, de nos dar força para superar as situações e que foram fruto de compositores que passaram grandes momentos de sofrimento, de dor, e transformaram esse sofrimento, essa dor em serviço aos irmãos. Nós somos artistas, nós temos a capacidade de ver o mundo, de olhar o mundo com outros olhos, com outro olhar, é isso que a carta de João Paulo II aos artistas nos diz. Nós temos o dever, a chance de fazer com que outras pessoas olhem o mundo dessa forma que a gente consegue olhar naturalmente. Eu faço um convite a você a usar dos seus momentos de dor, de sofrimento e transformar em fruto para a Igreja, em serviço para o seu ministério. Está passando por uma dor, por uma dificuldade? Então vá em frente, abrace, não fuja dele, não reclame, não murmure, abrace junto com Nosso Senhor. Passado esse sofrimento ensine as pessoas como você venceu, como você superou, quais os frutos dessa vivência, faça isso através de uma canção, através de um texto para uma peça, ou através de uma dança; você vai não somente ser beneficiado com isso, mas vai cumprir um papel que é seu, e poderá beneficiar tantas e tantas pessoas com o fruto de uma vivência sua.

Todos têm uma cruz, ou pequenas cruzes que devemos carregar. Vamos, no dia de hoje, louvar a Deus por elas. Pense um pouquinho nas cruzes que você enfrenta no seu dia a dia. Pode ser que sejam os filhos, o casamento, o emprego ou o desemprego. Não importa! Vamos glorificar o nosso Deus por cada uma delas. Vamos dar ao Senhor o nosso sacrifício de louvor! Apresente a Deus suas dores, suas feridas, seu sofrimento e una tudo isso à Cruz de Cristo e juntos vamos dar a Ele o nosso melhor louvor! Louvemos o Senhor por sua paixão, por sua cruz! Glorifiquemos por nossas cruzes, por nossa dor!

 

Fonte: TOZADORE, H.; CARVALHO, L. A Arte de Louvar. 2016.

Para acessar a formação anterior clique aqui!

 

Qual a forma de fazer as formações católicas chegarem ao Brasil e ao mundo? CLIQUE AQUI e temos uma solução.