Silêncio foi feito para artistas ativos e criativos!

Silêncio foi feito para artistas ativos e criativos!

A vida do artista é extremamente agitada. Estamos o tempo todo trabalhando nossa criatividade, temos nossa vida pessoal com suas inquietações próprias. Além de trabalho, família, estudos, grupo de oração e tantas outras atividades, temos um ministério que pede de nós dedicação e aperfeiçoamento constantes. Saímos em missão, ensaiamos, fazemos cursos e, por esse e tantos outros motivos, não conseguimos parar e, quando o tentamos, nossa mente não consegue parar.

Por tantos motivos que fazem de nós pessoas agitadas é que se faz necessário silenciar. Uma das definições de silêncio é “ausência ou cessação de barulho, ruído ou inquietação” (Dicionário Houaiss). E, para fazer cessar um barulho, é preciso esforço de e objetividade.

Em nossa vida de oração temos a tendência de utilizar meios que nos ajudem a nos concentrarmos. Usamos músicas, danças, instrumentos, orações em alta voz. Todos esses meios são lícitos e nos levam ao encontro com Deus. No entanto, a vida de oração também pede de nós momentos de silêncio, profundos, para que tenhamos igualmente um profundo encontro com Deus, desligando-nos do que é externo.

Muitas vezes pensamos que o silêncio não é para nós, porque somos ativos, agitados, mas é exatamente o contrário. O silêncio é justamente para nós, que somos necessitados de Deus, de ter momentos somente com Deus. É esse meio que vai nos ajudar em nossa criatividade, em nosso serviço etc.

O silêncio, portanto, não é apenas para pessoas calmas, também não é não pensar em nada ou ficar parado, totalmente quieto. O silêncio é algo interior. O Salmo 116,7 nos mostra essa necessidade: “Volta, minha alma, à tua paz”. Precisamos do silêncio para termos esse encontro da nossa alma com Deus.

Algumas atitudes podem nos ajudar a viver o silêncio em qualquer momento, não apenas em nossos momentos de oração pessoal. Antes de uma missão, por exemplo, podemos, ao invés de ficar conversando nos bastidores ou preocupados mesmo depois de já ter preparado tudo, podemos silenciar e deixar que nossa alma se encontre com Deus. Além de nos ajudar, essa atitude também vai nos tornar abertos à ação do Espírito Santo. Antes de uma missa também é necessário que vivamos o silêncio e, muitas vezes, ficamos ensaiando, procurando letra ou partituras antes e durante a missa. Ensaios e organizações devem ser feitas com antecedência. Antes da missa se deve buscar o silêncio litúrgico, colocando-se em oração.

Por meio do silêncio podemos ter diversos momentos de encontro com Deus no decorrer do dia, e isso, com toda certeza, vai nos ajudar em nossa criatividade e unção artística, bem como no exercício do nosso ministério. Experimente viver o silêncio, isso vai ajuda-lo a ser, cada vez mais, um artista de Deus!

 

Por Cláudia Pessoa, Membro da Comunidade Recado

 

Referência

Bíblia Sagrada. 3ª ed. revisada, com Introduções e Notas. Tradução da CNBB, CNBB, Brasília, 2006.

HOUAISS, A. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva. Versão 1.0. 1 [CD-ROM]. 2001.

SOBREIRO, Padre Flávio. A importância do silêncio para a vida de oração. Disponível em: <http://formacao.cancaonova.com>. Acesso em: 18 abr. 2017.

 

 

 

CLIQUE AQUI para descobrir porque esse texto não foi feito só para você e como ele pode chegar à sua cidade INTEIRA!