Setembro mês da Bíblia: Você sabe como surgiu este livro sagrado?

Setembro mês da Bíblia: Você sabe como surgiu este livro sagrado?

Bíblia é o plural da palavra “livro” em grego. Bíblia significa, portanto, livros.A bíblia é o conjunto de 73 livros que, na fé, consideramos inspirados por Deus para transmitir aos homens a sua Palavra.

“As coisas reveladas por Deus, contidas e manifestadas na Sagrada Escritura, foram escritas por inspiração do Espírito Santo. Com efeito, a santa Mãe Igreja, segundo a fé apostólica, considera como santos e canônicos os livros inteiros do Antigo e do Novo Testamento com todas as suas partes, porque, escritos por inspiração do Espírito Santo (cfr. Jo. 20,31; 2 Tim. 3,16; 2 Ped. 1, 19-21; 3, 15-16), têm Deus por autor, e como tais foram confiados à própria Igreja. Todavia, para escrever os livros sagrados, Deus escolheu e serviu-se de homens na posse das suas faculdades e capacidades, para que, agindo Ele neles e por eles, pusessem por escrito, como verdadeiros autores, tudo aquilo e só aquilo que Ele queria”.

Esse livro sagrado encontra-se disponível no mundo todo permitindo que muitas pessoas tenham acesso a Bíblia Sagrada. Ela já foi traduzida para todas as línguas (aproximadamente em 1685 idiomas).

A Palavra de Deus foi transmitida primeiramente de forma oral. Esta transmissão oral da Palavra de Deus durou muito tempo, e mesmo depois que começou a tomar forma escrita, essa transmissão continuou tanto na comunidade quanto na família.

A Bíblia foi escrita por partes e em diversas etapas. Começou a ser escrita, mais ou menos, pelo ano 1250 a.C, no tempo de Moisés, quando o faraó Ramsés II governava o Egito. A última parte da Bíblia foi escrita no final da vida do evangelista e apóstolo São João, por volta do ano 100 d.C., portanto, foram necessários 1350 anos para a Bíblia ser escrita. O Museu Britânico e a Biblioteca do Vaticano guardam as cópias mais antigas da Bíblia.

No tempo que foi escrita a Bíblia não existia papel como hoje, muito menos as máquinas impressoras. A Bíblia foi escrita pelas mãos daqueles que Deus inspirou, e em diversos materiais, como cerâmica, papiro e pergaminho.

Na Bíblia temos a história do povo de Deus e a história de Deus na vida do povo. Deus se revela através dos acontecimentos da vida do povo. Ela narra estes acontecimentos à luz da fé. A Bíblia é assim “o resultado da percepção que os homens tiveram da presença e da ação de Deus na sua vida e história”. As Sagradas Escrituras é o meio de comunicação entre o homem e Deus. Através dela nós podemos ter um profundo conhecimento de quem Deus é.

É através do seu Espírito que Deus continua falando hoje nos acontecimentos da vida do povo. É por meio de homens e de maneira humana que Deus nos fala (Hb 1,1). A Bíblia não apenas contém a Palavra de Deus, mas é Palavra de Deus, porém a Palavra de Deus vai além da Bíblia. A Bíblia não fecha a boca de Deus, pelo contrário, é luz que nos ajuda a discernir, hoje, nos acontecimentos de nossa vida, a Palavra de Deus para nós.

Assim percebemos que sem a predisposição da fé, sem a abertura do coração, provocada pelo Espírito de Deus, não podemos acolher o Deus que nos busca.

Lembramos as palavras do Papa São João Paulo II ao presidente da Federação Mundial Católica para o apostolado Bíblico: “Dando a Bíblia aos homens e mulheres, vós dais o próprio Cristo, que enche os que têm fome e sede da Palavra de Deus, que sacia os que têm fome e sede de liberdade a justiça”.

 

Por Jacqueline Gelain, membro da Comunidade Recado.

 

Referência

  1. www.paroquiasantoantoniodv.com.br/downloads/downloads1.asp?