Série – As Virtudes de Nossa Senhora.

Série – As Virtudes de Nossa Senhora.

A doçura e sabedoria de Maria.

Finalizamos no dia de hoje a série sobre as virtudes de Nossa Senhora. Abordaremos sobre a doçura e a sabedoria de Maria. A doçura na Virgem Maria é cheia de pureza, amor, paz e de graça. Quando nos aproximamos da Mãe com todo nosso coração, sentimos paz nas adversidades. Maria em toda sua vida lutou contra as adversidades com doçura e é nosso apoio diante das nossas lutas.

Maria é uma mulher sábia e adquiriu todo o conhecimento através da oração de contemplação, porque guardava tudo o que vivia dentro do seu coração. Como nossa Mãe, divide conosco a virtude da sabedoria, pois ela é a dispensadora de todas as graças.

Doçura: Se a doçura não fosse uma virtude na vida de Nossa Senhora, não poderíamos invoca-la como Augusta Rainha dos Anjos. Ser angélico é uma característica própria do anjo, por ser puro e imaculado. Ela é senhora de uma doçura angelical inigualável, é cheia de graça, pura e imaculada. A Mãe de Deus é para todos os homens doçura. Com ela não precisamos temer. Ela é nossa Mãe plena de doçura.

A doçura é a coragem sem violência, a força sem dureza, amor sem cólera. É a paz nas adversidades, é o contrário da guerra, da crueldade, da brutalidade, da agressividade, da violência. Mesmo com a angústia e sofrimento, pode haver doçura, mas sempre desprovida de ódio e insensibilidade.

 

Sabedoria: Maria tinha em sua essência a fonte e a plenitude da sabedoria, a fonte de todas as graças: o seu filho Jesus, que não aceitou ser submisso a Ela apenas quando estava no ventre Dela, mas, sim, por toda a vida. Desde a criação do mundo até a plenitude dos tempos, Maria encontrou graça diante de Deus, para si e para toda humanidade, e Deus a escolheu para trazer ao mundo Jesus Cristo, a Sabedoria encarnada. Ainda hoje, só a Mãe de Deus tem o poder, por virtude do Espírito Santo, de “encarnar” a Sabedoria em nossas almas.

Nós temos que encontrar a Sabedoria! Monfort, em seu livro “amor à sabedoria eterna”, ensina-nos como adquirir. São quatro os meios: um desejo ardente (desejar possuir esta amada e divina Sabedoria); uma oração contínua (Rezai, pois, suspirai, pedi a divina Sabedoria); mortificação universal (morramos para os nossos pecados, para nossas inclinações aos vícios, à luxúria e a tudo aquilo que nos afasta de Deus) e uma terna e verdadeira devoção a Santíssima Virgem (é o maior dos meios e o mais maravilhoso segredo para adquirir e conservar a divina sabedoria).

De fato, se quisermos alcançar as virtudes da sabedoria e doçura é preciso que nos aproximemos cada vez mais do coração de Maria, e assim, permitir que ela encarne em nossas almas essas virtudes, para que cada vez mais sejamos “semelhantes” a ela.

 

Por Jacqueline Gelain, membro da Comunidade Recado.

 

Referências

  1. Livro Consagra-te Totus Tuus, Editora Mater Dei.
  2. http://cleofas.com.br/imitando-as-virtudes-de-maria/