Retornai

Retornai

Santo Agostinho dizia: “Retornai para dentro do vosso coração! Onde quereis ir longe de vós?”

Vivemos em um tempo que estamos distraídos com todos tipos de barulho, sejam eles interiores ou exteriores, que fazem com que fiquemos perdidos e parados sem saber para onde ir. Naqueles pequenos momentos que seriam a oportunidade de silenciarmos, falar ao nosso próprio coração, nos distraímos, muitas vezes com coisas lícitas, porém, coisas que nos roubam oportunidades de encontrarmos conosco mesmos e com Deus. Se percebes que estás dessa maneira é momento de voltar ao teu coração.

Precisamos retornar ao nosso coração, pois muitas vezes não nos conhecemos, somos estranhos a nós mesmos e o pior de tudo ... nos afastamos d’Aquele que nos criou.

Na Encíclica Redemptor hominis São João Paulo II dizia que: “Cristo revela o homem ao próprio homem”. “Sem Jesus Cristo o homem permanece para si mesmo um desconhecido, um enigma indecifrável, um mistério insondável; pois só Jesus Cristo revela o homem ao próprio homem”.

Somente depois de termos um encontro pessoal com Deus teremos coragem de ter um encontro verdadeiro conosco mesmos, reconhecer quem eu sou, querer e ter coragem de ter um real desejo de mudança. Muitos foram os que tiveram esse encontro com Deus e depois disso tiveram suas vidas convertidas, assim como Zaqueu, Bartimeu, Maria Madalena... mas essa conversão só foi possível na vida de cada um deles pois se reconheceram dependentes de Deus.

Você se encontra distante de Deus? Precisa ter esse encontro com Deus e consigo mesmo? Basta você assumir seu papel de criatura, dependente, fraco diante da presença de Deus. Diante de Deus precisamos ser verdadeiros, em Tua presença precisamos dizer o que trazemos de mais íntimo em nosso coração. Pois ter um encontro com Deus é ter um encontro com a Verdade, a verdade que vai te libertar de todas as coisas entulhadas em sua vida, de ter a experiência de vivenciar, de provar do amor, da misericórdia d’Ele contigo.

Santo Agostinho dizia que: A busca de Deus é a busca da felicidade. O encontro com Deus é a própria felicidade. Encontrar essa felicidade é encontrar um tesouro escondido, uma pérola preciosa, que depois de encontrarmos jamais vamos querer perdê-la. É a alegria do encontro com Cristo.      

 

Paulinha Nogueira, membro da Comunidade Recado

 

 

http://www.dhnet.org.br/direitos/cjp/a_pdf/enciclica_joao_paulo_2_redemptor_hominis.pdf

https://cleofas.com.br/12-pensamentos-de-sao-joao-paulo-ii/