Que palavras têm saído de sua boca?

Que palavras têm saído de sua boca?

“Se alguém pensa ser religioso, mas não refreia a sua língua, antes se engana a si mesmo, saiba que a sua religião é vã.” (Tiago 1, 26b)

Seja moderado no emprego das palavras. Não deixe que a exaltação tome conta de você e o leve a dizer coisas impensadas, que causarão sofrimento a outras pessoas e deixarão, em seu interior, remorso e amargura.

Não faça afirmações sobre fatos dos quais você não tem certeza, principalmente se essas afirmações podem prejudicar alguém.

Deus nos deu o dom da palavra para que, por meio dela, possamos nos relacionar melhor com os nossos irmãos em humanidade. No entanto, o emprego leviano dessa dádiva divina concorre, tantas e tantas vezes, para semear divisões ou criar ódios insuperáveis.

Faça bom uso de sua faculdade de falar. Empregue-a principalmente para estabelecer um clima de compreensão e respeito entre as pessoas, para gerar entendimento e colaboração, para superar inimizades e sanar dúvidas.  Que o nosso falar seja para nos edificar e edificar o irmão, vigiemos o que ultimamente está saindo de nossa boca, pois podemos pecar por aquilo que falamos. O próprio Jesus diz em Mateus 15, 18-19: “Não é o que entra pela boca que contamina o homem, mas o que sai da boca, porque procede do coração.”


Jacqueline C. Gelain F. da Costa, membro da Comunidade Recado