Que Deus cresça

Que Deus cresça

E agora, José?

Quem sou eu pra começar assim?

Atrevimento de menino!

Somente os Poetas começam assim.

Sou só um qualquer,

com manias de José.

Fruto de um José.

Operário.

Carpinteiro,

acostumado a tirar

lágrimas da Madeira.

Com a ponta do martelo

e do serrote.

Eu que não sei de solistícios,

e nem de equinócios,

quanto mais de outros negócios!

Só entendo de Chuvas,

que regam a terra onde

enterrei o osso do ócio

e onde plantei um pé de Deus.

E que Ele cresça!

 

Por Alexandre Reis, Membro da Comunidade Recado

 

 

 

Você acha que está faltando mais formação para os artistas católicos? Então CLIQUE AQUI e temos uma solução para te apresentar.