Quais as características de um missionário?

Quais as características de um missionário?

Refletindo sobre missão de vida, observando a coragem daqueles que entenderam e abraçaram sua missão, pude perceber que estes foram pessoas cegas, surdas, mudas, loucas, teimosas e felizes.

Cegas para as dificuldades, porque preferiram olhar apenas para aquilo que gritava dentro delas.

Surdas para aquelas vozes interiores e exteriores que insistem em dizer que elas não conseguiriam. Escolheram ouvir a trilha sonora que mais gostavam e seguir o caminho.

Mudas para as murmurações, para as palavras infrutuosas. Decidiram seguir sorrindo!

Loucas para aqueles que achavam que não valeria a pena. Seguiram com olhar fito na meta.

Teimosas por não pararem no primeiro erro. Reinventaram outras formas para continuar.

Felizes por saber que o mundo precisava delas. Insistiram em acreditar que fariam a diferença.

  • Jesus, você precisa salvar a humanidade com seu amor!
  • Agnes Gonxha Bojaxhiu (Madre Teresa de Calcutá), você precisa cuidar dos marginalizados, aqueles quem ninguém olha.
  • Giovanni di Pietro di Bernardone (São Francisco de Assis), reconstrói minha Igreja.

Você pode pensar: eles conseguiram porque eram santos; eu, porém, te digo: eles se tornaram santos, justamente porque abraçaram suas vocações. Eles foram felizes, embora não sem dor, sem dificuldades, por terem entendido e feito o que deveria ser feito.

Tenho certeza que próximo a sua casa, ao seu trabalho, faculdade ou algo parecido, você já viu alguém tão feliz, tão grato, tão cheio de amor e se perguntou: em que mundo ele(a) vive? Será que “não bate bem” da cabeça? Será que não enxerga a crise que o mundo vive hoje? Eu te respondo: Essa pessoa entendeu e corajosamente abraçou sua missão.

Ei, sim, você aí, eu te chamo a ser um médico e me ajudar a curar as feridas dos meus filhos, com amor.

Você, eu chamo a ser um advogado e me ajudar a espalhar a justiça aos meus filhos, com amor.

Ah, você, eu preciso que me ajude a devolver a dignidade aos meus filhos. Vem ser sacerdote, pastor do meu rebanho! Vem me ajudar a dizer a cada um o quanto ele(a) é amado(a) e que não busque no prazer, na soberba, no egoísmo, na inveja, no ciúme, na avareza, na luxuria e tantas outras coisas nocivas a sua alma a felicidade que só encontrará em realizar, com amor, a missão pela qual eu o criei.

Tudo tem uma razão de ser. Você já descobriu qual é a sua?

Para de sofrer! Vem ser feliz! Te prometo uma vida em abundância.

 

 

Por Bruna Dantas, Membro da Comunidade Recado.

 

 

 

CLIQUE AQUI para descobrir porque esse texto não foi feito só para você e como ele pode chegar à sua cidade INTEIRA!