Por que esta Semana é chamada Santa?

Por que esta Semana é chamada Santa?

Esta semana chama-se Santa porque nos introduz diretamente no mistério da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo. A Semana Santa começa no Domingo de Ramos, que une num todo o triunfo real de Cristo e o anúncio de Sua Paixão. É a semana da nossa reconciliação com o Senhor, é a semana da vitória da vida sobre a morte. O fiel cristão precisa acompanhar os passos de Cristo e sentir de perto a Hora decisiva de glorificar o Pai.

A Semana Santa, que inclui o Tríduo Pascal, visa recordar a Paixão e a Ressurreição de Cristo, desde a sua entrada messiânica em Jerusalém. O Tríduo Pascal não é preparação do Domingo da Ressurreição, mas é, segundo as palavras de Santo Agostinho, o sacratíssimo Tríduo do Crucificado, Sepultado e Ressuscitado.

O Tríduo Pascal tem início na Quinta-feira Santa com a Missa do Lava-pés, expressão máxima da frase de Jesus : “Eu vim para servir, não para ser servido”. Nessa celebração, Cristo deixa o exemplo do amor ao próximo. Nessa Missa também se recorda a instituição da Eucaristia e do Sacerdócio Ministerial. Ao final da celebração, acontece a Transladação do Santíssimo Sacramento, na qual o Sacerdote recolhe as Hóstias Consagradas e as deposita no sacrário. Tudo isso acontece numa procissão, na qual o povo, em silêncio e recolhimento, é chamado à adoração a Nosso Senhor Jesus Cristo, que vai se entregar como sacrifício.

Na Sexta-feira Santa recorda-se o dia em que Cristo se entrega como vítima pela humanidade. A celebração desse dia se dá em três partes: Liturgia da Palavra com o Evangelho da Paixão, Adoração da Cruz, com o tradicional beijo da cruz e distribuição da Sagrada Comunhão. Esse é o único dia em que não há Missa, nesse dia se guarda o silêncio numa atitude de oração e contemplação, é também dia de jejum e abstinência de carne.

Na noite do Sábado, segundo uma tradição da Igreja Católica, celebra-se a chamada Vigília Pascal. Esta é a noite santa, em que Jesus ressuscitou. Esta celebração inclui a chamada Bênção do Fogo Novo com uma procissão luminosa, por meio da qual os fiéis católicos renovam sua fé em Jesus: a luz do mundo. Os fiéis são convidados a cantar com alegria que Jesus Ressuscitou. Após todo sofrimento no Calvário, enfim, brilha a glória da sepultura aberta, a Ressurreição de Jesus: Ele está no meio de nós! Nos alegremos por sua presença em nosso meio. “A Ressurreição de Cristo é a nossa maior certeza; é o tesouro mais precioso!” (Papa Francisco)

 

Por Paulinha Nogueira, Membro da Comunidade Recado.

 

Qual a forma de fazer as formações católicas chegarem ao Brasil e ao mundo? CLIQUE AQUI e temos uma solução.