O SILÊNCIO DE NOSSA SENHORA

O SILÊNCIO DE NOSSA SENHORA

“Maria conservava todas estas palavras, meditando-as no seu coração”... (Lc 2,19)

Hoje muitos de nós passamos por vários problemas pessoais, familiares, profissionais, e muitas vezes não temos o alcance da causa desses problemas. Quantas vezes esse tipo de dificuldade nos impede de sermos felizes, de viver na serenidade, na paz interior, de realizar os designios que Deus nos deu desde sempre.

Diante de tudo isso, se faz muito necessário o SILÊNCIO INTERIOR, como precisamos dele! Pois, muitas vezes, as palavras não conseguem expressar dentro de nós o que o SILÊNCIO consegue, dai onde precisamos ter um direcionamento, um caminho a seguir, diante de tanta turbulência que vivemos no dia-a-dia, Deus nos apresenta um caminho, uma ”MULHER DE SILÊNCIO” para nos ensinar a viver bem, para nos mostrar que, mesmo com tantas dificuldades, podemos viver bem e sermos diferentes.

Assim é Maria, a Mãe de Jesus, mulher do silêncio, mulher das dores, mulher que nos trazpaz, nos ensina, nos educa e nos forma a sermos pessoas fortes. O Cardeal Robert Sarah, diz o seguinte: “O barulho se tornou uma droga da qual nossos contemporâneos são dependentes”... E ele completa: “o silêncio não é uma ideia, o silêncio é um caminho que permite aos seres humanos chegarem a Deus”...

Nossa Senhora é a mãe do silêncio. Nossa Senhora é a Virgem do Silêncio.

O barulho é ausência de silêncio, porém o silêncio não é ausência barulho, qual é o barulho interior hoje que te impede de escutar a voz de Deus? Oque hoje te mata por dentro, te deixa inquieto, preocupado, ferido, desanimado, triste?

Maria foi humana, teve o mesmo choque de realidade que nós enfrentamos, ela também viveu tribulações e perdas, porém ela acreditava na promessa que havia sido dita, e no silêncio do seu interior, ela encontrou a verdadeira paz, O NOSSO DEUS TEM ESSA CAPACIDADE DE TIRAR A AFLIÇÃO DO NOSSO CORAÇÃO E COLOCAR A SERENIDADE.

Maria meditava e guardava no coração.  Maria foi plena, seguiu a risca o “FAÇA-SE em mim segundo a tua vontade”, porque ela guardava e amadurecia tudo no seu coração, UM CORAÇÃO HUMILDE, CONTRITO E DE EXTREMA FÉ.

Ela apenas permitia que Deus a conduzisse, que o Espirito Santo a levasse para a missão que tinha confiado a Ela, sem se dispersar, sempre tendo Deus como foco. Hoje somos chamados a viver esse tipo de silêncio: o silêncio vivido, provado e experimentado na vida, como Maria.

Ela foi corajosa, determinada e dócil à vontade de Deus!

Sejamos assim também, deseje, queira, corra atrás! Não deixe de lutar, não se deixe vencer por pequenas coisas, pequenos obstáculos, não desista de ser como a Virgem Maria “MULHER DO SILÊNCIO”.

 

                                                                   Jacqueline C G F da Costa, membro da Comunidade Recado