O Sagrado Coração em minha vida

O Sagrado Coração em minha vida

O Sagrado Coração em minha vida

 

Meu nome é Alessandra sou casada com o Guto há 18 anos, temos um filho de 17 anos, o Caio. Nossa caminhada começou em 01/01/1998 (me batizei de manhã e à tarde conheci o Guto no clube) e após 9 meses começamos namorar, noivamos no natal e casamos em 17/04/1999, 7 meses juntos. Eu que vim de bisavós, avós, pais separados nunca me imaginei casada.                       

No início do casamento, ajudamos na pastoral do batismo na Paróquia Santa Cruz, sempre indo à missa, louvores, mas sem uma busca intensa, e sempre vivendo muito bem até que em 2012 veio o convite pra vivenciarmos o ECC (Encontro de casais com Cristo).                       

Foi maravilhoso e até hoje temos amizades abençoadas, e uma dessas amizades nos convidou pra fazer parte do Sagrado Coração de Jesus, no primeiro momento pensamos que apenas iríamos usar uma fita vermelha de vez em quando.                       

Até que começamos a entender o verdadeiro significado, em todas as primeiras sextas-feiras, começamos a participar da missa, ler o livrinho do Sagrado Coração na noite anterior, antes e após a comunhão e a mergulhar nessa graça.                       

Desde 2013 estamos firmes com muitas graças recebidas até coisas impossíveis como nosso carro faltando 3 parcelas pra terminar o financiamento. A tia do Guto em uma conversa com minha sogra ficou sabendo que ainda pagávamos o carro, ela, sendo de outra igreja, apareceu com o valor que precisávamos para quitar o carro.                       

Essa nossa devoção permaneceu e eu sempre indo na casa da Dona Conceição e da Cida vizinha da minha prima, e via lá uma imagem do Sagrado Coração enorme colada na estante e eu imaginava essa imagem na minha casa, na minha sala sempre. Então em uma época, eu acabei ajudando essas senhoras no hospital, tanto mãe como filha, e numa diferença de 1 ano e meio as duas faleceram, a mãe muito devota do Sagrado Coração,  falecendo a filha ficou com a incumbência de continuar. Com a separação da família, a casa foi para os herdeiros, e os vizinhos foram autorizados a pegar o que quisessem na casa dessas senhoras, e para minha surpresa minha prima Sônia, amiga da vizinha delas entrou na casa e pegou a imagem do Sagrado Coração e me presenteou. Eu fiquei muito emocionada e continuo com essa devoção em minha linda sala.

Quanto ao meu casamento, hoje somos dirigentes do ECC e, cada vez mais, ajudamos muitas famílias, temos amigos abençoados, em Deus vivemos muito mais felizes, caçadores de famílias para viver o que vivemos: CASAMENTO alicerçado em Cristo é diferente. Era pra ficar pra nós essa imagem, mas Deus foi moldando-nos primeiro e ganhamos no ano de 2016 essa Graça!   O mais interessante é que quem nos presenteou foi essa prima que é da Congregação!

 

Por Alessandra e Guto



CLIQUE AQUI para saber o que é possível fazer pela arte católica no Brasil.