O que está me impedindo de caminhar?

O que está me impedindo de caminhar?

Vivemos a cada dia uma nova chance de sermos melhores, de abandonarmos o homem velho e dar lugar ao homem novo. O processo de transformação e formação dessa vida velha em uma vida nova vai retirando de nós tudo o que é velho, tudo o que não nos cabe mais.

Olhando mais de perto para esse processo, me recordei de um fato que todos nós passamos quando somos crianças. Quando eu era criança eu tinha um sapato que eu gostava muito, era o meu favorito. Mas eu fui crescendo e nesse desenvolvimento aquele sapato que eu tanto gostava já não me servia mais. Era preciso um sapato novo, de um tamanho novo que calçasse a nova forma do meu pé.

Eu poderia resistir em me desfazer daquele sapato e insistir em calçá-lo mesmo não servindo mais, mas isso iria me machucar, causar feridas no meu pé e até me impedir de caminhar. Assim também acontece em nossa vida! Quando está sendo gerada em nós nova vida, o velho não nos cabe mais, ficou para trás, deixou de nos pertencer para dar espaço ao novo.

Precisamos deixar o velho ainda que o amemos muito e sejamos a ele apegados e abraçarmos a nova vida em Cristo como um calçado novo. Às vezes o sapato novo pode machucar um pouquinho no início. Isso se dá porque o pé ainda não se acostumou, não se acomodou ao sapato novo, à nova forma. É preciso ainda um tempo de uso desse sapato até que o pé se acostume e se acomode. Também em nossa vida é preciso de um tempo para que o incômodo das transformações e “perdas” das velhas estruturas, conceitos e apegos cedam lugar à alegria das novas possibilidades e conquistas.

Chega um tempo em que o pé para de crescer e a forma do nosso calçado permanece a mesma. Nossa vida também chegará num ponto de amadurecimento humano e espiritual em que o homem velho ou não existirá mais ou não terá mais domínio algum sobre nós. Assim, a nova vida já instaurada e impressa em nosso viver nos permitirá compreender que a vida segue num eterno transformar-se, onde Deus nos concede a grande graça de sermos pessoas novas e melhores a cada dia. Mas não nos esqueçamos que a forma do nosso pé será sempre a mesma, mas o sapato vai ficar velho, vai ser gasto ao longo do nosso caminhar e precisará ser deixado para trás e trocado por sapatos novos.

Vivemos um eterno desprender-se, desapegar-se de tudo aquilo que vai ficando velho dentro de nós e que já não corresponde mais ao que vivemos naquele momento. Não estou falando aqui de usar as coisas e descartá-las, pois aquilo que nos enriquece se torna parte do homem novo que somos e nos acompanhará pelo resto da vida. Mas ao longo do caminho vamos adquirindo bagagens que nos são necessárias naquele momento e que com o tempo deixa de ser necessária e passa a ser apenas um peso que carregamos aos ombros e que nos impedem de caminhar como Deus deseja que caminhemos.

É preciso coragem para calçarmos sapatos novos e colocarmos os pés a caminho na construção desse novo homem em Deus . Sigamos sem hesitar! Entreguemos nas mãos de Deus o homem velho e deixemos que Ele faça de nós homens novos.

 

Por Laianne Viana, Membro da Comunidade Recado.

 

Você acha que está faltando mais formação para os artistas católicos? Então CLIQUE AQUI e temos uma solução para te apresentar.