O dom do Louvor

O dom do Louvor

Existem vários termos para definir o louvor. Saiba mais!

A palavra louvor significa elogiar, dirigir louvores, enaltecer, exaltar, bendizer, glorificar, aprovar e aplaudir . Louvar a Deus, no sentido bíblico é exaltar as suas qualidades, ou seja, dizer quem Ele é, o que Ele representa para nós.

Existem mais de 50 palavras para expressar o valor e o sentido do louvor, e em todas elas está expresso o sentido de ação. Por isso, o louvor, não é algo meditativo, contemplativo, é algo que deve utilizar o corpo, a voz, a vida. Existem vários termos para definir o louvor. No hebraico, por exemplo, a palavra Barak significa louvar, reverenciar, bendizer ('diz bem de... '). A palavra Yadah significa confessar com mãos levantadas. Zamar, por sua vez, quer dizer fazer melodia ou dedilhar com cordas. Temos também Shabach, que é aclamar em alta voz, glorificar com louvor. Essa diversidade de palavras representa o que é na essência o ato de louvar.

O Louvor no Velho Testamento é sempre acompanhado de sons. O que distingue o louvor das demais formas de oração, é o fato de que ele deve ser expresso através de canto, da dança, de instrumentos ou voz.

O Catecismo da Igreja católica diz que o ”louvor é a forma de oração que reconhece o mais imediata­mente possível que Deus é Deus! Canta-o pelo que Ele mes­mo é, dá-lhe glória, mais do que pelo que Ele faz, por aquilo que Ele É. Participa da bem-aventurança dos corações puros que o amam na fé antes de o verem na Glória. Por ela, o Espírito se associa ao nosso espírito para atestar que somos filhos de Deus, dando testemunho ao Filho único, em quem somos adotados e por quem glorificamos o Pai.

O louvor integra as outras formas de oração e as leva Àquele que é sua fonte e termo final: "O único Deus, o Pai, de quem tudo procede e para quem nós somos feitos" (1 Cor 8,6). ”Sendo assim, o louvor é a oração que faz com que reconheçamos quem Deus é e o glorifiquemos por quem Ele é. Diz as nossas Regras de vida:  “O louvor é uma expressão profunda de amor e reconhecimento entre criação e Criador.” O louvor nos faz mergulhar na grandeza de Deus e na nossa pequenez de criatura. É o louvor que nos faz ter a mesma experiência de São Francisco: “Tu és e eu não sou!” O louvor nos faz colocar Deus no seu lugar e nós no nosso. Faz com que possamos tirar os olhos de nós e coloca- los em Deus.

O louvor, diz ainda o catecismo, integra, ou seja, torna inteiro, completa, as outras formas de oração. Louvar é o ato pelo qual o homem glorifica a Deus com alegria, com danças e palmas. Podemos observar isso claramente em 1 Crônicas 13, 8 “ Então Davi e todo o povo começaram a dançar com todas as suas forças em louvor a Deus. Eles cantavam e tocavam instrumentos musicais, isto é, harpas, tambores, pratos e trombetas “ e 1 Crônicas 16, 25 “ O Deus Eterno é grande e merece todo o nosso louvor; ele deve ser temido mais do que todos os deuses.”

 

Por: Hegine Tozadore - Membro da Comunidade Recado

 

Qual a forma de fazer as formações católicas chegarem ao Brasil e ao mundo? CLIQUE AQUI e temos uma solução.