Música e Igreja: Trajetória da Textura Musical Católica

Música e Igreja: Trajetória da Textura Musical Católica

Texto 5 da Série "Música e Igreja".

 

A Harmonia dentro da linguagem musical funciona como a trama dos sons. A maneira como é organizada a harmonia origina a “textura” da música.

Para Roy Bennett temos três maneiras de tecer a música: de forma Monofônica, Polifônica e Homofônica. Na história da música da Igreja Católica podemos identificar o auge da utilização dessas três formas. Essas maneiras de construir a música referem-se ao termo específico: textura.

Nos primórdios da música sacra (por volta de 800 d.C.) a música produzida era a monofonia. O surgimento Cantochão na música Medieval era monofônico, isto é, havia uma única linha melódica (no caso apenas a voz) sem nenhum tipo de acompanhamento harmônico ou contraponto.

Ao desenrolar do período ainda dentro do estilo do canto gregoriano surgiu a polifônia (em meados de 1000 d.C). A música começou a ser executada com o experimento do acréscimo de uma ou duas vozes à voz principal.

Atualmente, a música mais produzida nas paróquias para fins litúrgicos (que acompanha o rito da Santa Missa) é a homofônica. A harmonia é construída não mais pela sobreposição de vozes (linhas melódicas), mas a partir de melodia e acompanhamento. Geralmente temos a voz como melodia com acompanhamento harmônico, aos moldes da música popular. O exemplo de formação simples que pode ilustrar esse período é a formação de voz e violão.

É evidente que hoje podemos encontrar as três construções musicais referidas anteriormente, assim como houve períodos históricos em que as texturas musicais fossem diversas. Este texto tem fins didáticos para dar um panorama da riqueza musical católica, assim como nos faz refletir que há várias formas e recursos para executar-se a música dentro da Igreja: a nossa história musical é um prato cheio para saborearmos de recursos inusitados e diversos.

 

Por Mabel Zattera, Musicista e Membro da Comunidade Recado.

 

Bibliografia:

BENNETT, Roy. Uma breve história da música. Tradução Maria Teresa Resende Costa-Rio de Janeiro. Zahar. 1986.

Para ler o texto anterior, clique AQUI. 

Qual a forma de fazer as formações católicas chegarem ao Brasil e ao mundo? CLIQUE AQUI e temos uma solução.