Igreja doméstica: a educação que vem do berço!

Igreja doméstica: a educação que vem do berço!

O Catecismo da Igreja Católica, no parágrafo 2207, nos fala: “A família é a célula originária da vida social. [...] A família é a comunidade na qual desde a infância os valores morais podem ser assimilados, tais como honrar a Deus e usar corretamente a liberdade. A vida em família é iniciação para a vida em sociedade”. Dessa forma, compreendemos que a família é o berço onde todo ser humano começa a conhecer e aprender valores morais e cristãos. Como uma célula de onde se origina a vida social, a família constitui um lugar essencial na formação humana e espiritual de cada indivíduo – a educação na fé.

“Uma revelação e atuação específica da comunhão eclesial é constituída pela família cristã, que também, por isso, se pode e deve chamar igreja doméstica. É uma comunidade de fé, de esperança e de caridade; na Igreja ela tem uma importância singular...” (CIC 2204)

Educar na fé constitui parte da missão da Igreja. Todavia, a Igreja não está sozinha nesta missão. Como vimos, essa missão é partilhada com a família - igreja doméstica, sendo o lugar onde essa educação cristã tem seu inicio e é a extensão da Igreja que é o Corpo de Cristo.

Conforme nos aponta o Catecismo da Igreja Católica, a família como igreja doméstica é chamada a partilhar da oração e do sacrifício de Cristo, inserindo assim, cada indivíduo nos princípios da fé, nos valores morais e espirituais. A família é, portanto, o seio onde se evangeliza e se formam evangelizadores.

A família é parte do plano de Deus e, como tal, é chamada verdadeiramente a tornar-se “espaço onde o Evangelho é transmitido e do qual se irradia [...].” (Familiares Consortio 52).

Diante dessas considerações ficam os seguintes questionamentos: Como cristãos, nossas famílias têm cumprido seu papel no seio da Igreja? Vivo como família, uma igreja doméstica que ensina e formam os indivíduos nos verdadeiros valores cristãos? Quais são os valores que prevalecem na minha casa, os valores do mundo ou os valores da Igreja, herança de Cristo a nós?

Esses são apenas alguns questionamentos que nos permitem repensar nosso ser família. Não basta que nos definamos como cristãos, é preciso viver como cristãos autênticos e ativos. É preciso compreender que a fé que vivemos na Igreja é a mesma fé que deve ser vivenciada diariamente em casa, que cabe à família a transmissão dos valores e princípios cristãos. Não se pode esperar que os filhos estejam na catequese para ser evangelizados.

São Crisóstomo nos diz: “Fazei da vossa casa uma igreja.” Essa evangelização efetiva acontece primeiramente em casa, começa na família, começa com você.

 

Por Laianne Viana, Membro da Comunidade Recado

 

 

Referência

Catecismo da Igreja Católica




Quer fazer a evangelização acontecer no seu ministério? Então CLIQUE AQUI. Quer saber como ela pode chegar o mundo inteiro?! CLIQUE AQUI