Ei, Ator! Você sabe o que é plasticidade vocal?!

Ei, Ator! Você sabe o que é plasticidade vocal?!

Dando continuidade a nossa semana especial sobre os "CUIDADOS COM A VOZ", trazemos uma reflexão direcionada aos atores. Confira abaixo as dicas pra que você use a sua voz sem danificá-la!

 

Conexão entre corpo e voz: “O corpo e a voz do ator dão vida ao personagem”

O ator é o profissional que utiliza a voz de formas variadas, pois tem que adequar-se ao personagem. Pode-se dizer então que ele precisa ter plasticidade vocal, capacidade esta que o permite realizar os ajustes necessários em cada peça e para cada personagem, sem danificar sua própria voz. Toda peça, e todo papel são únicos e dependem de treino específico que passa pela intersecção entre voz e interpretação.

O intérprete deve ser visto, ouvido e entendido, por isso é fundamental encontrar um equilíbrio na tríade voz-corpo-interpretação, o que significa: falar com o corpo e interpretar com a voz. Não é possível separar esses três elementos, visto que o corpo e a voz do ator dão vida ao personagem.

A voz do ator em cena é resultado de ajustes realizados a partir das necessidades de criação do personagem. Sua voz deve abraçar o ouvinte com a intenção desejada. A atuação deve ter recursos vocais como: pausas, ênfase, curva melódica, intensidade, ritmo e expressividade.

Em relação ao preparo vocal, disciplina é fator indispensável. Deve-se dar atenção especial aos movimentos corporais associados à emissão, bem como ao grito utilizado no teatro para que não haja agressão ao aparelho vocal. Postura e respiração precisam caminhar juntas a fim de evitar tensão excessiva no pescoço e na laringe. Enfim, o ator deve ser consciente de sua voz, saber dos cuidados a serem tomados, ter boa projeção vocal, articulação adequada e respiração coordenada, recursos que são adquiridos com treino e dedicação constantes e potencializados com o aquecimento vocal.

Cuide de sua voz e dê vida a seu personagem!

 

Por Paloma Cabral, Fonoaudióloga especializanda em Voz – CRFa 18.435 e Membro da Comunidade Recado.

 

Referências:

- Salomao M. Clínica Fonoaudiológica Vocal. Revinter, Rio de Janeiro, 2011:24-25.

- Souza LBR. Atuação Fonoaudiológica em Voz. Revinter, Rio de Janeiro, 2010:125-26. 

 

Confira: Campanha Mundia do Dia da Voz

CLIQUE AQUI para saber o que é possível fazer pela arte católica no Brasil.