E quando eu quiser desistir?

E quando eu quiser desistir?

Vamos abordar aqui sobre a importância de se apoiar na graça de Deus, unicamente, se quisermos ser os seus fiéis discípulos. Pare um pouco e pense em uma pessoa que você conhece que parou a caminhada com Ele. Talvez esta pessoa seja você mesmo. Quais foram ou são os motivos para desistir? O que tinha e hoje não tem mais? Quais foram ou são os espinhos, as dores, as decepções, as cruzes que passou ou está passando que fez com que a voz e o chamado de Deus ficassem lá no fundo do coração, bem guardados, quase imperceptíveis?

Em sua Palavra, Deus nos fala: “Traze sempre viva em tua memória a maneira como, o teu Deus, te conduziu por todo o caminho no deserto, durante esses quarenta anos, para te tornar humilde e provar-te, a fim de que exteriorizasses todas as intenções do teu coração: se estavas decidido a obedecer a seus mandamentos ou não”. (Deuteronômio 8, 2)

O ser humano é inconstante por natureza. Sendo assim, pode acontecer que, com o passar dos anos, uma pessoa que teve uma forte experiência com o amor de Deus, venha a não mais querer segui-Lo, por não haver mais tanto entusiasmo e paixão. Porém, sabemos que um relacionamento para sobreviver, precisa de bastante diálogo, perdão, compreensão, espera, e passa por provações e superações.

Então, devemos no seguimento a Cristo, nos espelharmos Nele e termos a certeza de que não existiu sofrimento maior do que a pobreza de amigos, vestes, dignidade e até de sangue na hora da cruz. A decisão de permanecer em Deus, seguros em sua mão, deve passar pelo caminho da oração, sabendo que Ele capacita os seus escolhidos e dá a sua graça e bênção para todos os que o invocam.

 

Por Waleska Bezerra, Membro Compromissado da Comunidade Recado.

 

CLIQUE AQUI para descobrir porque esse texto não foi feito só para você e como ele pode chegar à sua cidade INTEIRA!