Descoberta

Descoberta

Como ser tua, sendo tão pequena?

A grande descoberta do que sou mistifica o oposto.

 

A história se repete e os dias passam.

A forma taciturna é o gosto pelo escondido.

 

Mas como deixar a primazia da alegria?

Só aqueles que se olham, demoradamente, são capazes de entender.

 

Aos que querem saber, uma dica: a essência revela.

Há aqueles que buscam com frequência o sentido.

 

Por que nada disso serve?

Diante das coisas criadas o homem sente o caos.

 

Não se atreve a duvidar, mas não pensa em mais nada.

Chegou a hora de sonhar.

 

 

Por Waleska Bezerra, Membro Compromissado da Comunidade Recado.




CLIQUE AQUI para saber o que é possível fazer pela arte católica no Brasil.