Conhecer-se para servir ao Senhor

Conhecer-se para servir ao Senhor

 A Prática de se conhecer melhor faz com que uma pessoa tenha equilíbrio e controle sobre suas emoções. Desenvolver o amor por si mesmo e fortalecer a autoestima é fundamental para o autoconhecimento.

Todo artista nasce com suas habilidades e competências, e a realização destas ocorre quando cada um for capaz de corresponder aos desafios, e buscar através do encontro de si, o autoconhecimento, que consequentemente remete a uma maturidade cada vez mais crescente. As experiências da vida, a dedicação, vitórias e derrotas, devem nortear essas habilidades artísticas, e outras, que ajudarão nas descobertas dos pontos positivos e negativos de cada um.

A autoestima é a descoberta das habilidades ou “coisas” boas que trazemos em nós. Se alguém pedisse para descrever sua percepção de si mesma, o que você diria? Será se sou totalmente dependente da apreciação dos outros, ou sou capaz de fazer juízo sobre minha pessoa?

Reflexões como essas, devem nos fazer pensar a nossa busca para servir melhor aos irmãos, utilizar o dom artístico para encontrar-se consigo e com o divino. Cada pessoa é única, e nenhuma comparação com outros se justifica.

A autoestima nasce desse reconhecimento de quem sou e para quem sou; Sou insubstituível. O dom artístico que nasce com ele é meu e para o outro. Todos têm capacidade para aprender e aprofundar seus dons, quem tem uma autoestima, reconhece os seus dons, mas também aceita com louvor, as dificuldades encontradas no caminho, necessárias para o aprimoramento. Consegue enfrentar os desafios e fica satisfeita(o) com seu rendimento, não se deixa dominar pelos medos, não murmura, nem desconfia.

A autoestima é baseada no valor de cada pessoa, quando colocamos o nosso ser à luz espiritual (experiência com o Espírito Santo), o nosso ser reconhece o que está mais intrínseco em cada um de nós. Conhecer a vontade de Deus e quem nós somos para Ele nos reveste do potencial como ser humano, filho e amado que somos. A Luz do Espírito Santo realiza em cada um, um encontro do nosso EU externo e EU interno, aquele que não conhecemos por nós mesmo.

Os artistas recebem seus dons por vontade de Deus, e na Experiência com Deus, sua autoestima eleva-se com pureza e essência do seu criador. Assim o artista empresta seu dom como instrumento para servir melhor.       

   

Por Cynara Saraiva, Membro Compromissado da Comunidade Recado 

 

 

Referência
Livro “Da Autoestima à Individuação -  Autor: Sacerdote e Psicólogo- Jean Monbourque ,ed. Paulinas.

 

 

 

Quer fazer a evangelização acontecer no seu ministério? Então CLIQUE AQUI. Quer saber como ela pode chegar o mundo inteiro?! CLIQUE AQUI