Como superar a perda de um ente querido?

Como superar a perda de um ente querido?

Há momentos em nossa vida que experimentamos a dor de perder alguém muito querido, sejam eles, o pai, a mãe, a avó, o avô, filho ou filha; enfim, alguém com um laço afetivo muito profundo. Porém, é uma dor que precisa ser vivenciada de forma realista e com a ajuda de pessoas próximas a nós. Podemos recorrer a ajuda espiritual, porque Deus é Pai e acolhe nossas dores e sentimentos. Às vezes, será necessário um acompanhamento profissional para lidar com os sentimentos que essa perda causou dentro de nós. Mas, é possível sim viver bem e superar esses momentos de perda, lembrando sempre que é um processo e que pode ser demorado.

A psicologia diz que demora de dois a três anos para nos recuperarmos da perda de um ente querido. E se o laço afetivo era muito forte o processo pode ser ainda mais longo. É preciso aceitar viver bem esse processo e com paciência. Caso contrário, se não permitirmos essa vivência, se não permitimos colocar os sentimentos para fora, o choro, a dor, o nosso corpo responderá com algumas enfermidades patológicas.

Abaixo segue algumas dicas para que possamos vivenciar bem o processo de perda e luto:

1ª - Aceitar viver bem o processo, temos o direito de chorar, de sentir tristeza, de querer sentir a dor, se recolher. Isso é um processo natural para o ser humano, e todos nós iremos passar por isso um dia. O mais importante é vivenciar isso em Deus, desabafar com Ele, Ele é Pai e acolhe nossa dor, Ele é o nosso sustento!

2ª -  Dar nome aos nossos sentimentos, sejam eles, de dor, saudade, revolta, decepção. E se possível, falar sobre eles com alguém próximo ajuda no processo de superação da perda.

3ª – Reconciliação com a situação de perda, com os fatos ocorridos, com a forma que aconteceu. Perdoar as pessoas envolvidas. Perdoar o ente querido que se foi tão cedo, etc. Perdoar a si mesmo por não ter se permitido viver bem esse processo.

4ª -  Saber que Deus controla todas as coisas. Ele não deseja para nós o sofrimento, mas a morte é um processo natural e acontece no “tempo de Deus”. Ele sabe o que é melhor para cada um de nós! É Ele quem rege todas as coisas. Deus sempre nos vê com amor! E nos ama de forma única e incondicional. Nos lancemos nesse Amor!

5ª -  E por fim, guardemos em nossa memória as melhores lembranças que tivemos com essa pessoa querida. As suas qualidades, os seus defeitos, os momentos bons e os momentos ruins para que sirvam de aprendizado. A memória é uma forma de manter a pessoa viva dentro nós e sim, de forma, equilibrada.

Enfim, que possamos aceitar vivenciar o processo de luto e perda, com paciência e com amor. Depositemos hoje no Coração de Deus todos os sentimentos que essa perda gerou dentro de nós, nos permitamos, deixemos que Ele, que rege todas as coisas, cuide de nós e do nosso coração! Confiemos na Sua Misericórdia!

 

Por Rafaela Cassimiro, membro da Comunidade Recado.

 

Referência

  1. https://formacao.cancaonova.com/espiritualidade/cura-interior/vencendo-o-luto-superando-perdas/