Como levar o outro a viver o tempo quaresmal por meio da minha arte

Como levar o outro a viver o tempo quaresmal por meio da minha arte

“Como levar o outro a viver o tempo quaresmal por meio da minha arte?” Essa pergunta tem respostas muito simples, porém muito automáticas: aperfeiçoando a minha técnica, servindo com sobriedade na Santa Missa, seguindo o que prevê a Liturgia para esse tempo etc. Todas essas respostas realmente ajudam os irmãos a viver o tempo quaresmal. Contudo, nas entrelinhas dessas respostas, está algo essencial e que muitas vezes passa despercebido: a vivência concreta e testemunhada do ministro de arte.

BAIXE GRÁTIS O livro que é considerado o Manual do Artista Católico | Luiz Carvalho

Se um ministro de arte segue tudo o que a Liturgia prevê para esse tempo de Quaresma, se exerce sua arte com sobriedade, se busca uma técnica afinada, mas faz isso automaticamente, por obrigação e não vive verdadeiramente a quaresma, dificilmente levará outros a viverem bem o tempo quaresmal por meio da sua arte.

A arte é um transbordamento da nossa vivência diária de busca e intimidade com Deus e no tempo Quaresmal isso não é ou não dever ser diferente. Sabemos que o testemunho toca muito mais do que padrões e formalidades vividas por obrigação. Para que sua arte seja canal da graça de Deus na vida dos irmãos, para que de fato ela leve o outro a bem viver a quaresma ou qualquer outro tempo litúrgico, você, artista católico deve ser o primeiro a vivê-la intensamente e em verdade. É você que deve primeiramente buscar a sua conversão diária e efetiva, é você que deve se recolher em Deus e voltando o seu olhar para Cristo Jesus se deixar purificar pela ação do Espírito Santo de todos os seus pecados, más inclinações e concupiscências. É você quem deve buscar no Sacramento da Reconciliação o perdão e a misericórdia de Deus. É você que deve buscar viver as obras de misericórdia a começar pelo seu próximo mais próximo que é a família e até mesmo seu ministério de arte.

BAIXE GRÁTIS O livro que é considerado o Manual do Artista Católico | Luiz Carvalho

Como esperar que sua arte leve os outros a viver bem esse tempo quaresmal se dentro de sua própria família e do seu próprio ministério falta reconciliação, perdão, diálogo, reconhecer as próprias faltas, se você mesmo não tem buscado em Deus a conversão? Como esperar que sua arte transborde a misericórdia de Deus, se você ministro de arte não tem o seu coração voltado inteiramente para Deus, se você não tem bebido da arte que nasce do Coração de Deus? Como esperar do outro a mudança de vida e a conversão que você mesmo não está disposto a viver?

Viva intensamente e verdadeiramente está quaresma, busque a conversão efetiva e diária de seu coração, busque o sacramento da reconciliação, não só espere o perdão dos outros, seja você a dar o primeiro passo e vá de encontro ao Cristo presente no irmão e peça perdão, leve um palavra de otimismo, seja mais caridoso, acolha os mais necessitados, ame os que lhe são mais difíceis de amar, busque a luz de Cristo para iluminar a suas trevas, faça um exame de consciência sincero, se avalie, perceba o que em você grita por conversão e, o principal, faça tudo isso em Deus, com o coração inteiramente voltado para Deus, pois somente pela graça Dele é que se pode viver verdadeiramente a Quaresma e a conversão efetiva e sincera do coração. Se assim o fizer, a sua arte transbordará Deus e levará outros a também bem viver e receber as graças desse Tempo Quaresmal.

BAIXE GRÁTIS O livro que é considerado o Manual do Artista Católico | Luiz Carvalho

Por Laianne Viana, Membro da Comunidade Recado.

 

Referência

Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma de 2017. Disponível em:. Acesso em: 1 mar 2017.

 

 

 

CLIQUE AQUI para descobrir porque esse texto não foi feito só para você e como ele pode chegar à sua cidade INTEIRA!