Atraídos por Deus

Atraídos por Deus

Intimidade é aquilo que há de mais profundo no homem e em Deus. Está ligado ao “dar-se a conhecer profundamente”. A intimidade nos leva a conhecer o outro nas entrelinhas. Se já é assim com as pessoas, imagina como é Deus conosco? Ele que é o criador de todas as coisas, já nos conhece bem antes de nosso nascimento, sabe tudo que se passa em nossos pensamentos. Santo Agostinho diz que: “Deus é mais íntimo a mim do que eu mesmo”. É necessário que estejamos abertos e queiramos nos dar a Deus no nosso mais profundo. Quando há intimidade não são necessárias palavras para entender o outro, basta apenas o olhar, estar na presença do outro.

São Francisco de Sales faz uma interessante comparação quando fala da alma recolhida em Deus, da alma íntima de Deus. De fato, diz ele “[…] os amantes humanos contentam-se, às vezes, em estar junto da pessoa a quem amam, sem lhe falarem nada e sem nem sequer pensar em outra coisa que não seja estar ali. Sentem- se amados e isso basta. É assim que acontece com a alma que se entrega aos cuidados do Criador. Repousa sossegada, mesmo em meio aos constantes desassossegos que vive no dia a dia”.

Jesus atrai cada pessoa para si de forma diferente. Podemos ver na Sagrada Escritura que Deus tem sua pedagogia própria, sabe lidar com cada um conforme sua maneira de ser. 

 Podemos ver que Moisés iniciou seu caminho de intimidade com Deus numa montanha. Começou tirando as sandálias numa terra santa, deu desculpas e sempre tentou negar quando chamado à missão, enfrentou e superou as próprias inseguranças, mas ele compreendeu que sua missão foi sempre ‘’Deus agindo em sua pequenez‘’. Foi testemunha de grandes sinais e prodígios.  “O Senhor falava com Moisés face a face, como alguém que fala com seu amigo” (Ex 33,11). O Livro do Deuteronômio diz que: “Nunca mais surgiu em Israel profeta semelhante a Moisés, com quem o Senhor tratasse face a face, nem quanto aos sinais e prodígios que o Senhor lhe mandou fazer no Egito, contra o Faraó, seus servidores e o país inteiro, nem quanto à mão poderosa e a tantos e tão terríveis prodígios que Moisés fez à vista de todo o Israel” (Dt 34, 10-12).

Elias, profeta do antigo testamento, teve também esse encontro pessoal com Deus. Vento impetuoso, terremoto, fogo, brisa suave. É diante da brisa leve que ele cobriu o rosto com o manto, saiu e pôs-se à entrada da gruta (cf. I Rs 19,9.11-13).

Como nos diz a Sagrada Escritura: Deus nos atrai com seu amor. Deus é bem simples, fala de coração para coração. Que possamos aprender a ser simples como Ele, acolher esse Coração que só sabe amar-nos. Assim como fez com os grandes profetas, Ele espera a mim e a você, nos chama à essa intimidade . Deus quer ouvir e ser ouvido!

Nossa vida também é uma história de sedução, onde Deus vai nos moldando pacientemente, silenciosamente. Quanto mais tivermos coragem de nos perder, de nos deixarmos ser atraídos, tanto mais encontraremos o amor, e no amor, Deus.

Nosso trabalho é apenas deixar-nos seduzir e sermos conquistados.

 

Paulinha Nogueira, membro da Comunidade Recado

 

Bíblia Sagrada

Cencini, Amedeo – Amarás o Senhor teu Deus .