Artista, você seria capaz de tornar a vida do seu próximo uma obra de arte?

Artista, você seria capaz de tornar a vida do seu próximo uma obra de arte?

O artista é aquela pessoa que tem uma habilidade ou vocação artística que, uma vez brotada no seu interior, cresce, amadureça e produz muitos frutos por onde é semeada. Esse é o artista no sentido estrito da palavra. É aquele que “sabe agir segundo as exigências da arte, respeitando fielmente as suas regras específicas.”1

Mas o Papa João Paulo II em sua Carta aos Artistas diz que existe uma modalidade mais ampla do ser artista, uma vocação régia: “todo o homem recebeu a tarefa de ser artífice da própria vida: de certa forma, deve fazer dela uma obra de arte, uma obra-prima.”2 E continua: “é a predisposição pela qual o ser humano é autor dos próprios atos e responsável do seu valor moral.” Este valor moral traduz-se no agir, ou seja, é aquele que faz de suas ações morais, obras de arte admiráveis, como por exemplo o amor ao próximo, a caridade!

Amar o próximo é um mandamento que nos foi dito por Jesus! É a arte do cuidar! A palavra cuidar significa: zelar por alguém, prestar atenção à vida do outro, às suas necessidades, o que nos torna de certa forma responsáveis pela vida, pelo coração do irmão que é o próximo que Deus coloca ao nosso lado e que muitas vezes precisa de nós!

No capítulo 10 da Carta aos Hebreus, o verso 24 diz: “Prestemos atenção uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras”, ou seja, a Palavra de Deus já nos exorta a buscarmos viver o cuidado com o outro e estimula o amor fraterno e mútuo, o estar atento ao outro: eis uma ‘boa obra’!

Assim como o Senhor Deus cuida das aves do céu, dando a elas tudo o que elas necessitam e das flores dos campos que não trabalham sozinhas, mas sim com a ajuda de Deus, que criou a água, a terra, e suas todas as suas fontes de sobrevivência, esse mesmo Deus nos chama a cuidarmos uns dos outros, porque Ele nos deu essa capacidade, essa habilidade de olharmos para o coração do irmão com a intenção de sempre fazermos o bem a ele. Transformar pedras e troncos em lindas obras de arte, é uma habilidade admirável, mais ainda é a arte de trasnformar os corações em boas obras de arte.

Mas no mundo em que vivemos às vezes somos impossibilitados de ter esse olhar atento ao nosso irmão, porque acabamos deixando o egoísmo, o orgulho, as contendas tomarem conta do nosso coração, sem contar as desculpas como a falta de tempo, ou o excesso de preocupações que temos diariamente e tudo isso nos rouba a arte de amar e cuidar!

Que possamos a cada dia apresentar o nosso coração a Jesus e pedir ao Grande Artista que modele o nosso coração na forma da Caridade, aprendendo Dele como transformar os corações maltratados pela vida em corações novos e alegres, cheios de cor e sentido pra vida: verdadeiras obras de arte!



1. Papa João Paulo II, Carta aos Artistas. Nº02. De 1999.

2. Idem ao 1.

Por Rafaela Cassimiro- - Membro da Comunidade Recado.

CLIQUE AQUI para descobrir porque esse texto não foi feito só para você e como ele pode chegar à sua cidade INTEIRA!