Artista católico: como vai sua afetividade?

Artista católico: como vai sua afetividade?

A afetividade é uma energia vital que se manifesta através das emoções, sentimentos e paixões. “Ela influencia e é influenciada pela percepção, memória, pensamento, vontade e inteligência, sendo na verdade o componente essencial de equilíbrio e harmonia da personalidade.”1

A reação afetiva ocorre sempre em um contexto de relações do eu com o mundo e com as pessoas, variando de um momento para o outro, na medida em que os eventos e as circunstâncias de vida se sucedem.

O artista que não se desenvolveu bem nesta área encontra barreiras na sua conduta e no transbordamento do ser, e pode muitas vezes cair na solidão, melancolia, ansiedade, insegurança, depressão, timidez, imaturidade e possíveis desvios afetivos e/ou sexuais.

Aquele que ama, é amado e tem um bom autoconhecimento, possui a chave para dispor de seus dons e talentos com qualidade, quer seja na execução de sua arte ou em suas relações. É próprio do artista ter uma sensibilidade apurada e ser um agente transformador, por isso, seus sentimentos e emoções devem ser puros para "que Ele cresça." (Jo 3, 30).

 

1. Fonte: Slideshare

 

Por Waleska Bezerra, Membro Compromissado da Comunidade Recado

 


Quer fazer a evangelização acontecer no seu ministério? Então CLIQUE AQUI. Quer saber como ela pode chegar o mundo inteiro?! CLIQUE AQUI