Aliança

Aliança

Olhou-me nos olhos e disse sorrindo: Recebe esta Aliança, como prova do meu Amor! Dei as costas e lentamente me dirigi à porta da frente. Nem sequer ouvi o pranto que se desdobrou. Lá fora, a Liberdade aguardava-me montada num lindo cavalo branco. Num salto, montei, e após um alto grito de "Avante!", corremos desenfreadamente pelo mundo.

 

A vida foi passando, o cavalo foi cansando, definhando, atrofiando, mirrando, morrendo. A Dona Liberdade, antes a mais bela de todas as princesas, embriagou-se com os vinhos doces do tempo e tornou-se a mais insuportável de todas as megeras. Andava despenteada, usando vestidos encardidos. Banqueteava-se com antidepressivos, antiamigos, antifelicidades. Desfigurada, desequilibrada. E desequilibrada estava quando abriu a porta do barraco onde morávamos e saiu correndo em busca da manada de cavalos brancos que disse ter visto passar. Nunca mais voltou.

 

Fiquei sem chão. Saí pelo mundo, vago, vagando, divagando, devagar. Sem comer, sem beber, sem falar, sem amar. Sem nenhum verbo que pudesse me valer. Preso às cadeias deixadas pela Liberdade. Solto nesta terra de tristezas e crueldades. Vaguei até perder completamente as forças e desmaiar à sombra de uma antiga construção.

 

Acordei com um estrondoso badalo. Olhei para cima e vi uma cruz no alto daquele prédio. Reconheci o local. O cinzento cavalo da desilusão me trouxe ao mesmo lugar onde, naquele dia infeliz, montei no alazão da Liberdade. A porta estava aberta. E cansado, sofrido, desiludido, mas decidido, entrei. E Ele estava lá, de pé, na mesma posição que estava quando O deixei. Então rasguei o meu coração dizendo: Senhor, eis-me aqui, pra receber a Aliança que naquele dia recusei. Apaga as minhas faltas, enxuga as minhas lágrimas, acolhe as minhas lástimas. Olhou-me nos olhos e disse sorrindo: Recebe esta Aliança, como prova do meu Amor!

 

Por Alexandre Reis, Membro da Comunidade Recado

 

 

 

Você acha que está faltando mais formação para os artistas católicos? Então CLIQUE AQUI e temos uma solução para te apresentar.