Alguns segredos para a felicidade – Parte 2

Alguns segredos para a felicidade – Parte 2

Jesus, nosso Salvador, que fazia o que o Pai queria, certa vez disse a seus discípulos: “Vós sois meus amigos se fazeis o que vos mando” (João 15, 14), com certeza Jesus só mandava o que agradava a Deus, pois sabia que “Deus é amor” e, assim, deixou-nos um novo mandamento: “Amai-vos uns aos outros como eu vos tenho amado...” (João 13, 34), assim temos mais um segredo para a felicidade: o amor!

“Feliz de Ti que acreditaste” (Lucas 1,45), essa frase é importantíssima, pois foi dita por Isabel à Maria nossa Mãe, soubessem elas que felizes de nós hoje, pelo sim de Maria, por seu ato de fé!  Na carta encíclica Lumen Fidei – sobre a fé, escrita pelo Papa Francisco, é feita uma reflexão sobre Maria como ícone da fé: “Maria conservava no coração tudo aquilo que ouvia e via de modo que a palavra produzisse fruto em sua vida. A Mãe do Senhor é ícone perfeito da fé.” Maria foi a escolhida e foi feliz, mesmo nas provações, suportou e venceu! Mais um segredo para a felicidade: ter fé!

Papa Francisco continua assim: “De fato, na Mãe de Jesus, a fé mostrou-se cheia de fruto e, quando a nossa vida espiritual dá fruto, enchemo-nos de alegria, que é o sinal mais claro da grandeza da fé”. Viver a alegria na generosidade da doação de nossas vidas para o outro é mais um segredo de felicidade, pois doar-se é fazer o outro também feliz! Retornando nas bem aventuranças, só poderemos vivê-las e encontrar a felicidade diária no encontro fidedigno com Deus que nos preenche, nos sacia e nos quer. Então, irmãos, vamos buscar com fé uma intimidade com Deus, somente assim conseguiremos mudanças concretas em nós, venceremos o egoísmo, a escravidão do pecado e viveremos o verdadeiro amor!

Está em nossas mãos, em nosso livre arbítrio, fazer as escolhas certas, como diz Pe. Adriano Zandoná: “A vida deve ser compreendida como um quadro a ser pintado por nossas mãos no qual constantemente devemos ‘escolher’ o que nele protagonizaremos. Para essa obra precisamos estar com os ouvidos e o coração abertos a fim de que, a exemplo de Santo Agostinho, possamos ouvir as vozes que verdadeiramente nos nortearão nesse caminho de construção da felicidade”.

Creia, é possível ser feliz!

 

Por: Valquiria Aparecida Leme Paques – Psicopedagoga e Membro da Comunidade Recado

 

Bibliografia:

Lumen fidei, sobre a fé. Carta Encíclica do Sumo Pontífice Francisco. Editora Paulus. 2013. P. 59.

Catecismo da Igreja Católica. São Paulo. Edições Loyola. 2000.

Zandoná, Pe. Vilmar Adriano. Construindo a Felicidade. São Paulo. 10ª Edição. Canção Nova. 2013. P. 71.

 

Quer fazer a evangelização acontecer no seu ministério? Então CLIQUE AQUI. Quer saber como ela pode chegar o mundo inteiro?! CLIQUE AQUI