Alguns segredos para a felicidade – Parte 1

Alguns segredos para a felicidade – Parte 1

Tudo no mundo globalizado parece tão instantâneo e artificial que, quando paramos, sentimos solidão, tristeza e buscamos em coisas ou em pessoas motivos para sermos felizes. Estes, ora nos realizam, ora nos decepcionam. Às vezes achamos que só seremos felizes quando tivermos algo, mas, ao conseguirmos, a felicidade dura pouco!

O que fazer? Após ouvir dezenas de vezes na canção “Coração Sagrado”, do Luiz Carvalho, nosso Fundador, a frase “felicidade não é ilusão”, busquei algumas respostas concretas da Igreja sobre o assunto.

No Catecismo da Igreja Católica, há um grandioso tesouro sobre esse tema, por isso iniciar nossa reflexão com base nesse escrito é de grande valia: “As bem-aventuranças respondem ao desejo natural de felicidade. Este desejo é de origem divina: Deus o colocou no coração do homem, a fim de atraí-lo a si, pois só Ele pode satisfazê-lo".

Se somente Deus pode nos preencher com a verdadeira felicidade, podemos pensar erroneamente que está fácil demais! Parece até brincadeira, pois Deus está em todo lugar e nos quer com Ele!

Então, por que não conseguimos viver essa felicidade em nossas vidas?

A Sagrada Escritura nos mostra qual é o verdadeiro desejo de Deus para nós: Ele quer ser nosso amigo! Assim aconteceu com Abraão, como está na Carta de são Tiago 2,23: “Abraão creu em Deus e isto lhe foi tido em conta de justiça e foi chamado amigo de Deus”. Abraão obedecia a Deus, fazia o que ele gostava. E nós, como está nossa relação com Deus?  Percebermos que crer em Deus e ser seu amigo íntimo e fiel é um grande segredo para a felicidade!

Por: Valquiria Aparecida Leme Paques - Membro da Comunidade Recado.

Bibliografia:

Lumen fidei, sobre a fé. Carta Encíclica do Sumo Pontífice Francisco. Editora Paulus. 2013. P. 59.

Catecismo da Igreja Católica. São Paulo. Edições Loyola, 2000.

Zandoná, Pe. Vilmar Adriano. Construindo a Felicidade. São Paulo, SP. 10º Edição. Editora Canção Nova. 2013. P. 71.

 

CLIQUE AQUI para saber o que é possível fazer pela arte católica no Brasil.