A Mística da consagração

A Mística da consagração

O chamado a uma consagração de vida requer, antes de alguma decisão humana, uma experiência profunda com a pessoa viva de Jesus. A mística, isto é, a graça invisível e a marca idelével, é recebida pelos crentes e dada por Deus, cuja entrada e permanência de uma pessoa em alguma Instituição ou Comunidade dependerá diretamente dessa experiência.

A "fusão de corações" que acontece nos fiéis amantes, como bem define Santa Terezinha, começa a partir de Cristo, na qual a iniciativa é toda Dele. Quem é tocado suavemente pelo fogo do Amor, com carícias inebriantes e olhar penetrante é conquistado até fazer-se um com o amado. Este, não conseguindo mais voltar aos costumes antigos, considera como esterco tudo o que não vem Deus.

Ao longo da caminhada certamente será preciso recordar os "benefícios do Senhor" para dar sentido a todas as coisas no serviço do Reino. É aí que a graça da mística entra, oculta, indescritível, mas operante e fundamental na vida dos escolhidos de Deus.

Uma consagração de vida é opção daqueles que querem viver a radicalidade do evangelho dentro de um Carisma específico. É um dom revelado aos pequenos, aos humildes, aos que querem corresponder com a doação de sua vida ao Amor que ultrapassa todo e qualquer entendimento.

Desse modo, a mística do seguimento de Cristo começa quando, movidos pela graça, pessoas de todas as classes, tribos, idades, culturas, escutam a voz de Deus para viverem a Novidade, a consumirem suas vidas, doando-se em favor do Reino de Deus, do seu plano de amor incondicional, pessoal e eterno para todos os seus filhos.

Somente conhecendo o valor da causa é que se está apto para abraçar sua consequência.


Por: Waleska Bezerra

CLIQUE AQUI para descobrir porque esse texto não foi feito só para você e como ele pode chegar à sua cidade INTEIRA!