A arte de amar!

A arte de amar!

Segundo o dicionário Michaelis, uma das definições da palavra arte é a “capacidade natural ou adquirida de pôr em prática os meios necessários para obter um resultado: a arte de amar, a arte de viver, etc. tendência natural; dom, jeito”. Amar é uma arte! Uma arte que nos é dada como dom, como capacidade natural, pelo Maior dos Artistas: Deus!

O amor vem de Deus, e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece à Deus” (1Jo 4,7).

Ele nos deu seu filho amado, deixou que Ele morresse em uma cruz para nos ensinar o que é o amor, mas não qualquer amor. O Amor Verdadeiro! Aquele que se doa sem esperar nada em troca, aquele que é puro, aquele que tem o poder de trazer cor e luz ao mundo e às pessoas, aquele que acontece na simplicidade e na completude. O amor que é a entrega livre do coração.¹ O amor que é a maior das virtudes, o maior dos mandamentos de Deus. O amor que é Deus!

Jesus veio nos mostrar como cultivar essa arte, e ainda nos deu mais um grande exemplo dele: sua mãe, Maria. Maria soube amar na alegria e, por esse amor, perseverou na dor. Ela soube amar no silêncio, soube amar como filha, como mulher e como mãe.

Quanto mais o ser humano ama, mais parecido fica com Deus.¹ Essa foi uma verdade que todos os Santos entenderam. Podemos ver em seus escritos, o reconhecimento de que o amor é a maior das Artes. O entendimento de que quanto mais amamos mais nos assemelhamos a Deus e mais perto chegamos Dele. Nos tornamos artistas como Ele. “O amor é a força com que nos entregamos a Deus, que nos amou primeiro, para nos unirmos a Ele e assim acolhermos os outros como a nós mesmos, por amor a Deus, sem reservas e com o coração.¹ Você quer ser santo? Ame! Ame com todo o seu coração, com toda a sua alma. Ame o seu próximo e, o mais importante, ame a Deus. Se entregue a Ele. Se permita ser um lápis nas mãos de Deus. Permita que Ele te use para colocar cor na vida dos seus irmãos.

Tentemos seguir o exemplo de Maria e dos Santos de Deus. Tentemos ser como aqueles que souberam amar plena e completamente a Deus e toda sua criação.

“O amor é uma virtude maravilhosa. Ele é simultaneamente o meio e o fim, o movimento e a meta, o caminho que leva a si mesmo. Que devemos, pois, fazer para amar? Para isso, não precisamos de nenhum outro truque que não seja, simplesmente amar, tal como aprendemos a tocar alaúde tocando alaúde, e a dançar dançando”. São Francisco de Sales.

 

Por Isabelle Rodrigues, membro da Comunidade Recado.

 

Referências:

1. Bíblia Ave Maria

2. Youcat Brasil¹