3 principais erros cometidos em um Ministério de Dança

3 principais erros cometidos em um Ministério de Dança

Você sabia que, dentro do seu Ministério de Dança, pode estar cometendo graves erros? Existem três erros que são os mais cometidos, os quais serão apresentados a seguir. Por meio deles será possível compreender e corrigir as incoerências, melhorando o andamento de seu ministério.

O primeiro deles e a desunião e o desentendimento entre os membros. A desunião alimenta a discórdia e prejudica a vivência da unidade dentro do ministério. Ministros que vivem a desunião acabam se prejudicando e prejudicando o ministério como um todo, prejudicando a ação de Deus e o serviço à Igreja.

Faz-se necessário que os ministros sempre realizem momentos de partilha e oração dentro do ministério. Essa prática não é perca de tempo. Além disso, é importante que os membros tenham verdadeiro interesse na vida dos irmãos, não a título de informação ou para matar a curiosidade, mas sim se interessem em saber o que os outros estão passando. Entender melhor os seus irmãos pode ajudar a resolver problemas e a entender melhor as atitudes deles.

O segundo erro cometido dentro dos ministérios de dança ocorre quando os ministros realizam reuniões apenas para ensaiar. Se o seu ministério realiza reuniões apenas para o ensaio, está correndo o risco de se distanciar de Deus. É necessário se ter momentos distintos dentro do ministério, não se pode ter apenas ensaio. São necessários, além de momentos de partilha, momentos de oração, para que a intimidade com Deus seja cada vez maior (a oração pessoal também e importante para que esses momentos sejam mais frutuosos).

Que tal fazer um momento de adoração e dançar em frente de Jesus Eucarístico (Como fez Davi em 2 Sm 6, 14-21)? Você já fez isso no seu ministério? É uma experiência única! Também são necessários momentos de lazer, pois estes fazem com que descanso e a fraternidade sejam mais bem vividos. Da mesma forma, são necessários ensaios, formações teóricas e práticas também. Ou seja, tudo é enriquecedor e deve fazer parte da vida ministerial.

O terceiro erro é a falta de adequação do estilo de vida ao ministério. Você se veste de forma indevida fora do ministério, fora da Igreja? Quais os tipos de dança que você tem dançado fora do seu ministério? Saiba que tem um motivo para que as músicas da moda e as músicas de carnaval, não façam parte do repertório do seu ministério. Essa adequação corresponde, portanto, a uma coerência de vida, que acontece quando se vive no ministério / na Igreja do mesmo jeito que se vive no mundo.

É necessário mudar de atitude para viver a essência do Ministério de Dança, pois precisamos ser ministros inteiros. Tudo aquilo que não nos acrescenta em nosso ministério vai nos prejudicar. Geralmente começa com um pouquinho e depois se torna uma coisa grandiosa, e você não pode deixar isso acontecer no seu ministério. Não se pode viver no ministério de qualquer jeito. Quem direciona nossa vivencia deve ser o Espirito Santo, por isso, tente observar se seu ministério comete algum dos erros citados anteriormente e mude-os hoje com a ajuda do Espírito Santo. Os frutos de quem vive bem o seu dom são visíveis! Vale a pena mudar!

 

Por Cláudia Pessoa, Membro da Comunidade Recado.

 

CLIQUE AQUI para saber o que é possível fazer pela arte católica no Brasil.